.:: Dicas Uteis ::.

Cuidados com a Bateria do carro

Dicas de como preservar a bateria do carro

Bateria
A bateria converte energia química em energia elétrica. Os primeiros carros davam partida por manivela. Apenas em 1912 que surgiu a ignição por bateria e os novos automóveis passaram a vir equipados com a partida elétrica tendo uma fonte de energia (bateria) e uma fonte de produção de corrente (dínamo ou alternador)...

Aplicação

Verifique se a bateria que está no seu carro é o tipo correto, conforme o catálogo do fabricante.

Fixação

Verifique se a bateria está bem presa ao suporte, evitando a vibração quando o carro estiver em movimento.

Nível da solução

A bateria é composta por placas de chumbo imersas em uma solução (ácido e água). Verifique regularmente se está solução se encontra entre 1cm e 1,5cm acima das placas.
Caso esteja abaixo deste nível, deve-se colocar água destilada (encontrada em auto-elétricas).


Situação elétrica do veículo

O bom funcionamento da bateria vai depender da situação elétrica do seu carro. Por isso, passe regularmente ( a cada 90 dias ) em uma auto-elétrica de sua confiança e peça a checagem da parte elétrica do seu carro. Este exame é feito por um aparelho que irá apontar se o veículo está atendendo as condições de carga exigidas pela bateria.
Cuidados
Para evitar a oxidação dos pólos, as baterias devem ser estocadas em local isento de umidade e não expostas às mudanças climáticas. As primeiras baterias recebidas devem ser as primeiras a serem vendidas, pois perdem a carga após um período prolongado sem uso.

Quando for dar partida no seu veículo, evite exceder 7 segundos a cada vez.
Ao instalar um equipamento elétrico não original, evite instaladores não credenciados.
Para garantir a integridade do sistema elétrico, faça regularmente manutenções.
Nunca feche curto-circuito entre os pólos da bateria, pois esse procedimento é extremamente prejudicial a mesma. Se efetuado no veículo pode comprometer a integridade do sistema eletrônico.

Dica De Montagem

Desconecte o cabo negativo.
Não bata as baterias e evite incliná-las mais que 45°.Instale a bateria nivelada e aperte as conexões, sempre o cabo e suportes antes de instalar novas baterias.






Dica Bateria
Examine pelo menos a cada seis meses o nível da água de sua bateria, se não souber faze-lo procure um posto e complete o nível da solução, ou se informe onde você comprou sua bateria.
Obs: Se você for viajar e deixar sua moto ou seu carro por muito tempo sem ligar, desligue o polo [ - ] negativo, assim evitará que sua bateria descarregue.

Dicas: Evite ficar com os equipamentos elétricos, ligados por muito tempo.
exemplo: Rádio, com o veiculo desligado.

Antes de trocar sua bateria, não se esqueça de avisar se o seu veiculo possui alarme, som ou computador de bordo.


Bateria fraca de injeção eletrônica
Se seu veículo for de injeção eletrônica e a bateria estiver fraca, não adianta tentar aquele velho truque de fazer o carro 'pegar no tombo'. Isso porque a bomba de gasolina não vai consequir presturizar o combustível nos bicos injetores. A única alternativa viável é apelar para a ligação com bateria de outro veículo. É importante ficar atento para a polaridade das baterias.


Cuidados com Bateria do Carro

Uma série de cuidados com a bateria são necessários para garantir o bom funcionamento do veículo. Verifique sempre se a solução está no nível adequado. Se não estiver, mande colocar água destilada. Observe se há sinais de cor esverdeada ou esbranquiçada nos terminais da bateria. Isso pode indicar pontos de oxidação. Caso seja verdade, o funcionamento da bateria está prejudicado e, conseqüentemente, o sistema elétrico também. O processo correto para remover este material é derramar sobre os terminais uma solução de água - de preferência morna - com bicarbonato de sódio. Para proteger os terminais contra a oxidação, use vaselina ou mel de abelha. Não utilize graxa.

Balanceamento e Alinhamento

O motorista deve balancear o carro a cada 10 mil quilômetros.
Para perceber se o carro precisa ou não ser alinhado, basta notar se há desgate irregular dos pneus, se o volante está fora de centro, puxando a direção para um dos lados, e se os pneus vivem cantando nas curvas.